Integrante da pastoral evangélica é preso com arma dentro de cadeia na Paraíba

115954,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0

Objetos encontrados com o acusado

 

O integrante da pastoral evangélica, Sebastião Coelho de Santana, foi preso neste domingo (31), quando se preparava para um culto evangélico dentro da cadeia pública da cidade de Pombal, no Sertão paraibano. Ele estava portando arma branca, objetos cortantes e dinheiro que seriam entregues aos detentos para um possível plano de fuga, conforme informou a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado (Seap).

Segundo informações da Seap, um grupo de religioso estava na cadeia para a realização de um culto evangélico quando os agentes penitenciários perceberam que Sebastião Coelho apresentava sinais de nervosismo.

Durante a abordagem e em uma revista minuciosa no suspeito, os agentes encontraram 1 canivete, 2 objetos cortantes, 1 tesoura e R$ 660 em espécie.

A Seap revelou que além do terno, o acusado estava vestido com 6 camisas e 5 shorts. A Secretaria de Administração Penitenciária informou que no local, os apenados usam uniforme padrão e é proibida a entrada de roupas convencionais.

Os agentes acreditam que o material seria utilizado em uma possível fuga. Sebastião Coelho foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Pombal e deverá ser encaminhado para o presídio. Segundo a Seap, já são mais de 60 pessoas presas em flagrante no Estado dentro ou tentando entrar com objetos ilícitos no Sistema Prisional da Paraíba.

Como forma de limitar e ordenar o acesso aos estabelecimentos prisionais do Estado, o secretário de Administração Penitenciária, Walber Virgolino, baixou uma portaria em março deste ano, que limita membros de entidades de assistência religiosas aos presídios paraibanos.

Pela nova portaria, o acesso será permitido após a revista de objetos pessoais, materiais e mercadorias que sejam conduzidas pelos religiosos. Os horários de acesso também ficam limitados. O número de representantes por agremiação religiosa também fica limitado a cinco pessoas. Mesmo assim, precisam estar previamente cadastradas, com pelo menos 15 dias de antecedência.

 

Fonte: Portal Correio

 

Você pode Deixar uma responsta, ou voltar para o site.

Deixe uma resposta


+ 7 = treze